História

Em Angola desde 1992, os Leigos para o Desenvolvimento encontram-se nas províncias do Uíge e de Benguela. Nestas Dioceses têm desenvolvido uma cooperação com pessoas, em projetos feitos à dimensão das gentes, das suas comunidades, das suas necessidades e das suas capacidades.

 

Os Leigos para o Desenvolvimento (LD) abriram a sua primeira missão em Angola, no Uíje, no ano de 1992, em resposta ao apelo do Bispo da Diocese, D. Francisco da Mata Mourisca, tendo sido forçados a partir no ano seguinte devido ao agravamento do conflito armado. Em 1996, o convite de D. Óscar Braga, Bispo de Benguela, trouxe os LD a este município do Sul de Angola. Em 2003, com uma Angola em paz, os Leigos para o Desenvolvimento regressaram também ao Uíge.

 

Tanto em Benguela como no Uíge, a proximidade com as estruturas diocesanas integrou os LD nas cidades e seus bairros periféricos, permitindo uma compreensão mais consolidada e aprofundada das complexas realidades locais. Em colaboração com estas Dioceses e em estreita ligação com as entidades e populações locais, por vezes também em parceria com organizações internacionais sediadas em Angola, os LD foram desenvolvendo projetos nas áreas de Dinamização e Organização Comunitária; Educação e Formação; Empreendedorismo e Empregabilidade; Capacitação de Agentes Locais; Promoção do Voluntariado e Pastoral.