Testemunhos

Ai, ai, ai, Pia, Pia

As marchas populares são também um grande momento do ano aqui na outra Margem! As pessoas juntam-se no bairro e ensaiam a coreografia, preparam arcos e adereços e todos lutam pelo primeiro prémio!

Tive a sorte de participar nas marchas do Centro Comunitário Pia II que através do seu Espaço Jovem junta todos os anos um grupo de marchantes para desfilar na Avenida em Cacilhas e no Pavilhão.

Mal sabia eu no que me estava a meter! É preciso cantar alto, saber as letras das músicas, manter a cabeça erguida, bater a esquerda ao som da tamanca e no meio de tudo isto garantir que estou alinhada com os marchantes ao meu lado! Achava eu que marchar era só dar umas voltinhas de vestido aos folhos e mão na anca!

Tive de aprender, tal como muitos outros pela primeira vez na marcha, tive de me esforçar e acreditar em mim própria! Com a ajuda dos animadores do Espaço Jovem e com o apoio dos marchantes mais experientes lá fui mais ou menos capaz, com ensaios todas as noites, de ‘bater a esquerda’!

Chegou o grande momento! Estamos todos nervosos. O ensaiador grita por nós, para nos concentrarmos. Vamos entrar na Avenida! Está tudo a olhar para nós! Bora, somos capazes! Lá marchamos, dando o nosso melhor mas não ficámos convencidos. Sabíamos que eramos capazes de melhor!

Depois de mais uma semana de ensaios veio a última prova e desta vez era para dar tudo: vamos marchar no Pavilhão! Gritámos bem alto, ouviu-se em todo o pavilhão, cheio de centenas de pessoas, a esquerda a bater em honra do cinema português, tema da nossa marcha! Chegamos ao Monte e esperámos ansiosos pelo resultado, cansados de tantos ensaios e tanto esforço….e eis que surge às 3 da manhã no ecrã projetado na sala do Centro Comunitário a grande notícia: o Pia foi mais uma vez campeão!!!

Marchas Populares Almada

Entre choros, gritos e palmas celebrou-se esta grande vitória e eu celebrei também por poder estar no meio da marcha a gritar pela mesma conquista!

Viva a Marcha do Pia! Lá lá lá lá…o Pia é campião!!

Constança Turquin

Caparica-Pragal, 2018