Testemunhos

Horácio Luís, vulgo, Conci

É com alegria que partilho a história de uma das pessoas com quem tenho estado a trabalhar nestes últimos tempos. Horácio Luís, é o nome que assina, mas todas as pessoas o conhecem por Conci. Nasceu e vive em Ponta Baleia, uma pequena comunidade no sul de S. Tomé e Príncipe, que vai crescendo a um ritmo próprio, mas que sonha muito em melhorar as suas condições de vida.

Continuar...

E assim se cumpre um sonho…

E assim se cumpre um sonho… Ao final de dois meses de missão em Angola, sinto que estou verdadeiramente aqui. Que todas as dificuldades sentidas, todas as ânsias, dúvidas e incertezas culminam na certeza de estar no lugar certo no tempo certo. Onde Deus me chama a estar. Aqui em missão, como sempre quis estar.

Continuar...

JACA, JACA, JACA…

São Tomé é um país fértil, e com isto quero dizer que é capaz de produzir dezenas de frutas diferentes, e algumas delas mais do que uma vez ao ano! No entanto, esta fruta boa, de nome jaca, parece ser a delícia de todos os que por aqui vivem. É só ver miúdos e graúdos a comer jaca na rua, como se este fruto de um doce se tratasse. Qualquer machim1 consegue cortar uma jaca sem problema, e aquela espécie de cola que a agarra, isso não constitui obstáculo, é só saber como cortar e “já”, come-se jaca até encher a barriga e esta terminar, e estamos a falar de um fruto bem grande!

Continuar...

Nona Catchila Massadu Nêfa

Acordo cedo, ainda não caí em mim, pela janela, o mar imenso inunda-me a face. Respiro o ar húmido, do outro lado já despertou o motivo que me trouxe cá. Estou preparada para sair.

Xi mulela nasci kêfa, nona catchila massadu nêfa!

Aprendi este ditado numa reunião com o Grupo Forte da Comunidade de Malanza (GFCM).

Continuar...

A outra margem

Há quase um mês passei a ponte para a margem sul, a outra margem, para começar a missão que me foi entregue, ser missionária na Caparica-Pragal. Numa casa desconhecida, com uma nova comunidade que teria de conhecer e um grande território e novas realidades para descobrir.

Continuar...

Chegada a Benguela: as primeiras impressões

Finalmente cheguei a Benguela, comecei a minha missão e continuei a missão do Gonçalo com o Espaço Criança. Com um tempo de passagem curto mas que deu para perceber o que é essencial fazer para continuar este projeto que é tão bem visto pela comunidade local.

Continuar...