Testemunhos

Passar testemunho

Nas corridas de estafetas, a passagem de testemunho é o momento mais importante de toda a corrida. Dois atletas, um a terminar a sua corrida e outro preparado para começar, correm lado a lado, segurando ambos o mesmo testemunho. Eventualmente, o testemunho é confiado a este novo corredor que, cheio de energia e fulgor, continua a prova começando o seu sprint. São frações de segundo, de uma intensidade imensa.

Continuar...

Recomeçar

Recomeça,
Mesmo que te custe,
Mesmo que seja preciso pagar bom preço,
Mesmo que sintas medo no mais íntimo de ti.

Continuar...

O canivete suíço e o desenvolvimento

Há umas semanas lia uma história do livro “Ao largo” de José d’Almansor. Falava do canivete suíço.

Temos sempre tendência a dominarmos, a ser o nosso ‘eu’ quem governa procurando desesperadamente atenção e reconhecimento através das nossas ideias inovadoras e projetos ‘espetaculares’. Esquecemo-nos porém que o desenvolvimento conjuga-se na primeira pessoa do plural.

Continuar...

A herança de um projeto que não nos pertence

Por estes dias a nossa Comunidade teve a sorte de receber a visita da Carina - a voluntária LD que me antecedeu no Espaço Criança*. É difícil de descrever a sensação que vivi quando a revi no aeroporto. Conheci-a há mais ou menos 11 meses atrás, altura em que ela me recebia aqui em Benguela, para me passar o projeto do qual tinha sido responsável no ano anterior. Passados 15 dias, ela regressava a Portugal e coube-me a mim assumir as suas funções. Revê-la agora foi como se começasse a tocar o alarme do telemóvel, para me avisar que a aventura está a chegar ao fim. E claro: que agora é a minha vez de passar o projeto. Tudo passou mesmo muito rápido… E neste ano aconteceu tanta coisa…

Continuar...

Haja ou não haja frutos, pelo sonho é que vamos

“Deus quer, o homem sonha e a obra nasce”, a missão da Caparica-Pragal constata isso mesmo.
Há muito que os Leigos para o Desenvolvimento (LD) sonhavam em ter uma missão em Portugal e quis Deus que este fosse o ano para tornar real este sonho.

Continuar...

Agora é a Hora

De dizer obrigada…

Chego agora à reta final deste tempo “benguelense”, sentindo uma certa estranheza por não perceber muito bem o que aí vem agora e por já estar habituada a ter uma agenda cheia de encontros e conversas e momentos preciosos com pessoas que só pertencem aqui, a este lugar quase sagrado.

Continuar...