Notícias

Experiência de 22 anos das Escolinhas Comunitárias do Niassa partilhada em Maputo

Decorreu no passado dia 20 de fevereiro de 2018 o evento “Escolinhas Comunitárias do Niassa – resultados de uma experiência com base comunitária de 22 anos”, no Camões – Centro Cultural Português de Maputo, que contou com presença de cerca de três dezenas de pessoas, representando várias organizações a trabalhar na área da Educação de Infância, mas também de representantes governamentais do Ministério da Educação e Desenvolvimento e do Ministério do Género, Criança e Ação Social.

Esta iniciativa serviu para divulgar e refletir sobre a experiência, resultados e aprendizagens, dos Leigos para o Desenvolvimento nas Escolinhas Comunitárias do Niassa (ECN) ao longo dos mais de 20 anos de implementação do projeto em parceria com a Diocese de Lichinga e, mais recentemente, com a FEC – Fundação Fé e Cooperação.

Assim, a projeção do filme “O dia de amanhã”, documentário produzido pela associação Ao Norte sobre as Escolinhas Comunitárias do Niassa, e a divulgação dos principais resultados do Estudo de Caso das ECN, serviram de mote para a partilha e debate entre os presentes.

Os diversos participantes enalteceram amplamente não só o trabalho dos LD e parceiros, mas também a iniciativa de partilhar as experiências.

Patrícia Pincarilho, Conselheira para a Cooperação da Embaixada de Portugal, iniciou as suas considerações reafirmando o seu agrado por saber que “há organizações portugueses a trabalhar muito bem e os Leigos para o Desenvolvimento são exemplo disso.” Lançou ainda a questão aos órgãos da tutela da educação pré-escolar, sobre como se pode trabalhar mais em conjuntos as questões do Desenvolvimento da Primeira Infância e qual o posicionamento dos Ministérios relativo a estes assuntos.

Angélica José Magaia, Diretora Nacional da Criança do Ministério do Género, Criança e Ação Social, começou por “agradecer aos Leigos para o Desenvolvimento e à FEC o trabalho que têm vindo a desenvolver”, esperando que “a Diocese de Lichinga esteja realmente apropriada do projecto.” Continuou afirmando que “os desafios do Desenvolvimento da Primeira Infância são muito grandes e por isso ainda contamos muito com os parceiros para nos darem a mão.”

Por outro lado, Gina Guibunda, Diretora Nacional do Ensino Primário do Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano, enalteceu que “a sustentabilidade dos projetos é muito importante, inclusivamente o Ministério vai receber a curto prazo um grande número de escolinhas de alguns parceiros, por isso, ver o trabalho que foi feito no Niassa com tão poucos recursos e baseado na força das comunidades, com machambas e negócios comunitários, enriquece-nos muito.”

Os vários participantes engrandeceram o trabalho nas ECN e o momento de partilha criado no âmbito projecto Othukumana II, quer pelo documentário “O dia de amanhã”, quer pelo Estudo de Caso das ECN, sustentando que a partilha é a base para o sucesso.



O evento contou com a presença de várias ONG’s, para além dos Leigos para o Desenvolvimento e da Fundação Fé e Cooperação, como a RDPI, a Associação Khandelo, a ESSOR, a ADPP, a Associação Projeto Cidadão, entre outros agentes pelo Desenvolvimento da Primeira Infância e da Educação.

Esta iniciativa decorreu do projeto Othukumana II, parceria entre os Leigos para o Desenvolvimento, a Fundação Fé e Cooperação e a Diocese de Lichinga, e financiado pela Misereor/Kindermissionwerk.