Notícias

Ações de Sensibilização "Empreende +"

Durante o ano letivo de 2017, decorreram nas 3 Escolas Secundárias de Cuamba (Escola Secundária Pe. Eugénio Menegon, Escola Secundária de Cuamba e Escola Secundária de Maganga) várias acções de sensibilização do projeto "Empreende +".
Estas acções tiveram como público alvo todos os estudantes finalistas (12ª classe) do distrito de Cuamba, abrangendo mais de 1000 alunos.

As ações tiveram como objetivo sensibilizar os jovens, que estão prestes a terminar mais uma etapa escolar, da importância do empreendedorismo como gerador de auto-emprego e consequentemente como uma melhoria nas suas condições de vida.

As ações começam sempre com um teatro integralmente preprarado pelos alunos da  Faculdade de Agricultura (FAGRI) da Universidade Católica de Moçambique (UCM) onde se encena em 30 minutos a vida de uma mulher empreendedora – Sara – que após terminar o ensino secundário não se limita a esperar pela contratação para uma vaga numa instituição pública e decide abrir um pequeno negócio local sem o apoio moral da família e dos amigos. Anos mais tarde, Sara torna-se uma empreendedora de sucesso, com a inauguração de um restaurante local com gastronomia típica da zona do Niassa.
O teatro termina com a exclamação de algumas caraterísticas do empreendedor: dinâmico, corajoso, persistente, responsável e trabalhador.

Teatros de Empreendedorismo 1

Após o teatro os próprios alunos que constituem o grupo de teatro fazem uma reflexão em conjunto com os alunos das escolas secundárias sobre os mitos do empreendedorismo, entre os quais se destacam: o empreendedor tem que ser rico e ter curso superior, o empreendedor precisa de um grande investimento para iniciar um pequeno negócio, o empreendedor precisa de ser extremamente inteligente, entre outros.

A assistência é também convidada a partilhar histórias de empreendedorismo que conhecem das suas familias e comunidades e muitas são as vezes que surgem histórias de alunos que já são pequenos empreendedores, seja a vender crédito para o telemóvel ou mesmo na venda de produtos alimentares para os seus colegas.

Dado o bom trabalho realizado e a aceitação e elogios dos Diretores das Escolas Secundárias, estas acções irão continuar em 2018, desta vez com os próximos finalistas.

Esta iniciativa está inserida no projeto de Empreendedorismo Juvenil e Universitário da UCM-FAGRI com o apoio dos Leigos para o Desenvolvimento e financiado pelo Banco BCI.