Notícias

Novo Centro de Recursos Educativos e Formativos inaugurado em Porto Alegre

No passado dia 20 de setembro foi inaugurado um novo espaço em Porto Alegre, S. Tomé e Príncipe, com a missão de melhorar a resposta educativa e formativa à comunidade local. Este novo espaço conta com três salas: uma biblioteca, uma sala multiusos e uma sala de informática que podem ser usadas por toda a população, desde as crianças até aos adultos.

Continuar...

Grupo de Comerciantes do Bairro da Boa Morte prepara Rota de Comércio Tradicional

O Grupo de Comerciantes do Bairro da Boa Morte, em S. Tomé e Príncipe, pretende criar uma Rota de Comércio Tradicional da Boa Morte, partido do desenvolvimento de potenciais pontos de interesse turístico no bairro e tem trabalho ativamente para atingir este grande objetivo.

Continuar...

III Fórum Provincial foi um “verdadeiro sucesso”

A cidade de Lichinga acolheu nos passados dias 5 e 6 de Setembro o III Fórum Provincial – “Juntos pela Criança”, evento já organizado em anos anteriores.

Continuar...

O primeiro passo para a Associação Epongoloko Lyukãy

No dia 20 de agosto, o grupo Epongoloko Lyukãy (Mudança da Mulher) realizou a 2ª Assembleia Geral para se decidir o futuro do grupo. Na ordem de trabalhos estava contemplada uma palestra sobre o associativismo e cooperativismo e a votação em plenário para se decidir se o grupo se transforma numa associação ou numa cooperativa.

Continuar...

Organizações a trabalhar em Moçambique na área da pequena infância reúnem para partilha de boas práticas

Antecedendo os trabalhos do III Fórum Provincial Juntos pela Criança, a comissão organizadora do evento (Diocese de Lichinga, Leigos para o Desenvolvimento e Fundação Fé e Cooperação) entendeu criar um momento específico para que as Organizações da Sociedade Civil (OSC) que desenvolvem projetos na área da pequena infância em Moçambique pudessem partilhar as suas intervenções.

Continuar...

Grupo de Mulheres de Porto Alegre visita fábricas na cidade de S. Tomé

O grupo de mulheres Trabá só cá dá tê - “Só quem trabalha tem”, em forro santomense - visitou, no passado mês de agosto, duas fábricas que se dedicam à transformação de produtos da terra e naturais de São Tomé e Príncipe. Bem cedo as mulheres saíram de Vila Malanza com muita vontade de ver e aprender coisas novas e de passarem um dia diferente, dedicado a elas e ao convívio salutar entre todas.

Continuar...