Pontos TAP

Campanhas

Voluntariado Internacional

Voluntariado Internacional

Frontpage Slideshow | Copyright © 2006-2011 JoomlaWorks Ltd.

Testemunhos

Diogo Gaspar
Um dia em conversa com um amigo de longa data das comunidades LD de Cuamba, ouvi um termo muito engraçado para se referir à forma de ser e estar dos Leigos em missão, “Chip LD”. Na altura achei piada ao termo mas só passado algum tempo comecei a pensar no que poderia realmente significar.
Joana Antunes
"O momento de fazer a diferença é agora”. Foi este o mote para o evento solidário LD, realizado na cidade de São Tomé. Este foi repleto de música, tragédia tchiloli, testemunhos, surpresas e sorteios. Contámos com a ajuda incansável de vários patrocinadores, parceiros e amigos para a concretização do mesmo.
Sílvia Santos
O guião está decorado, todas as falas estão na ponta da língua, a mensagem está desejosa a ser transmitida… cenário montado, público reunido e atores mais que prontos para entrar em cena. Tudo a postos. Vamos então começar!
Luís Santiago
Aqui em Cuamba, o clima é na maioria das vezes sufocante. Mal saio do banho frio, começo a transpirar. Durmo debaixo de uma rede mosquiteira para evitar ser picado por mosquitos infectados com malária e outras doenças, mas mesmo assim não consigo evitar formigas e, por vezes, outros insectos na minha cama.
Tiago Veiga
Andrey Markov, um matemático russo do início do século XX enunciou um princípio muito simples mas, no entanto, basilar para muita da evolução da inteligência artificial desde então. Traços largos, diz esse princípio que para tomar uma decisão a determinado momento não precisamos saber todo o histórico mas apenas onde nos encontramos nesse preciso momento. Por outras palavras, podemos dizer que não importa quão bons ou maus fomos até então, devemos sempre buscar o máximo daí em diante.
leigos86
Cidade da Praia, Cabo Verde, 1989. Aqui nasceu Jairson, em dia de São João, na ilha de Santiago. Anos mais tarde, já em Portugal, a sua vida haveria de ficar ligada, de novo, ao nome de mais um santo.
Joana Lagos
Quando cheguei a Benguela, há 6 meses atrás, encontrei o projeto Epongoloko Lyukãy, composto por um grupo de mulheres com muita força de vontade e sede de mudança, e destinado a tantas outras, ainda oprimidas e descrentes quanto ao seu valor e poder na sociedade.
André Patrício
Por esta altura, a fasquia dos 200 dias em missão por terras santomenses ficou para trás. Sucessivamente, o tempo escorre e se esgota em dias que parecem ter muito pouco de 'leve-leve'.

Notícias

Decorreu no passado dia 6 de maio, no espaço CACAU em São Tomé e Príncipe, um Evento Solidário dos Leigos para o Desenvolvimento (LD). Este teve como principiais objetivos a angariação de fundos para apoiar as missões e projetos desenvolvidos pelos LD no território santomense. Mas também a promoção dos projetos desenvolvidos localmente, mostrando a forma de trabalho da organização no terreno, a sua proximidade às comunidades e ainda o impacto que os projetos em curso têm a longo prazo. 
O Centro de Recursos Educativos (CRE) da Escola Básica da Boa Morte, em São Tomé e Príncipe, abriu portas e tem tido bastante adesão por parte de toda a comunidade escolar. Com o objetivo de contribuir para uma melhoria da resposta educativa, o CRE disponibiliza livros e materiais didáticos tanto para professores como para alunos.
Decorreu no passado sábado, 22 de abril, a 1ª Assembleia Comunitária do Bairro de Boa Morte e contou com a presença de mais de meia centena de pessoas, todas elas habitantes do referido bairro.
O GAIVA continua a realizar diversas atividades e os meses de março e abril não fugiram à regra. Destacamos, neste artigo, algumas dessas atividades. Sessões para a prática de línguasContinuam a realizar-se os encontros para a aprendizagem e prática de língua inglesa e de umbundo. Estes encontros têm tido uma adesão cada vez maior, tendo em conta a motivação dos jovens e adultos em aperfeiçoar línguas.
Arrancou em abril mais uma edição da formação para a mulher do projecto Epongoloko Lyukãy. Inserida no Programa de Desenvolvimento Multidimensional, iniciou a terceira edição desta formação, com o objectivo de beneficiar as mulheres que nela participam, na esperança que esta proporcione uma mudança nas suas vidas, tanto do ponto de vida pessoal como social. “Espero depois da formação ser uma boa Mãe, que possa aprender mais e ensinar também”, conta a Mamã Adelina, de 52 anos.
"Animadores para a vida" foi o lema para o campo de férias realizado entre os dias 8 e 11 de abril na Desejada, distrito de Lobata, São Tomé e Príncipe. Com o objetivo principal de contribuir para o crescimento integral dos jovens da comunidade da Boa Morte na Cidade de São Tomé, um grupo de antigos monitores de campos de férias dos Leigos para o Desenvolvimento, são-tomenses, aceitou o desafio dos mesmos procurando retribuir aquilo que, como referiram, outrora receberam.
A efeméride do “12 de março desportivo” foi o mote para que o Grupo Comunitário da Boa Morte realizasse a 2ª edição do torneio juvenil de futebol de 7 da Boa Morte, procurando assim fomentar a prática desportiva no bairro e a coesão entre os mais novos. Esta 2ª edição realizou-se a 11 de março no campo Cascado Lopes na Boa Morte e relativamente à edição anterior foi alargada, contando com a presença de 8 equipas sub-15, num total de cerca de 90 jovens.
O GAIVA (Gabinete de Apoio à Inserção na Vida Ativa) e o Grupo Comunitário do Bairro da Graça, dois dos projetos que ainda estão sob a responsabilidade dos Leigos para o Desenvolvimento, promoveram duas atividades em parceria com o Mosaiko | Instituto para a Cidadania que, com sucesso, tão bem as preparou e dinamizou de 20 a 22 de fevereiro:
O Espaço Criança promoveu, durante a última pausa lectiva, Campos de Férias para aproximadamente 200 crianças dos Bairros da Graça e do Calomburaco. Estas atividades foram dinamizadas por jovens monitores que, em regime de voluntariado, animaram e acompanharam as crianças dos 5 aos 12 anos durante as suas férias, realizando atividades lúdicas e pedagógicas. Os Campos de Férias acontecem no Bairro na Graça desde 2010, tendo sido esta já a sua 13ª edição. Perante o sucesso de tantas edições, decidiu alargar-se a abrangência desta atividade levando-a também ao Bairro do Calomburaco, limítrofe ao Bairro da Graça para poder beneficiar mais crianças.